VOLTAR AOS ARTIGOS

VITOR OLIVEIRA

Rua de Santo António, 4
Casais da Navalha
2510-020 OBIDOS
PORTUGAL

Tlm :+ 351 919247265

daktari@canildaktari.com vmdso@canildaktari.com

Apresentação do Canil:

Criação seleccionada em beleza (vários campeões de beleza) e trabalho. Cachorros e jovens com origens prestigiosas, perfeitamente sociabilizados, para a guarda, companhia, exposições, criação. Garantias legais. Acompanhamento e conselhos assegurados .


KÖRUNG

RECOMENDAÇÃO PARA A CRIAÇÃO DO PASTOR ALEMÃO

O que significa "KORUNG" ? Trata-se de um "Certificado" que apenas pode ser outorgado pelos Juízes Especializados de Confirmação da S.V. (Associação do Cão de Pastor Alemão da Alemanha) na presença do exemplar, baseando-se nos padrões da raça, tanto físicos como psíquicos, que marcam o estalão da raça, e em função dos resultados obtidos nas provas obrigatórias a que o exemplar tem que ser submetido.

Requisitos indispensáveis para obter o Certificado

Qualquer exemplar que pretenda candidatar-se ao exame de um Juiz de Confirmação da S.V. (Kormeister) deverá em primeiro lugar ser perfeitamente identificável por tatua­gem indestrutível na orelha direita.

Em segundo lugar o cão terá que estar livre de displasia da anca, figurando no verso do seu "Pedigree" um selo que o certifique e que só pode ser aposto pela equipa do Dr. Brass da Universidade de Hannover, perante a radiografia do exemplar devidamente legitimada.

Porque o Certificado de Selecção é unicamente outorgado pela S.V. Alemã, o exemplar tem que ser seleccionado em algumas das provas oficiais de trabalho alemãs para cães de utilidade na Alemanha, reconhecidas pela S.V. ou em qualquer outro país reconhecido como membro da S.V.

O animal terá que ter superado uma prova de resistência que consiste numa marcha de 20 km em passo normal e fluído. Nesta prova o cão será acompanhado pelo seu guia ou apresentador que irá de bicicleta. Esta mesma prova é acompanhada pelo Juiz de Confirmação que atestará que o exemplar superou a prova sem qualquer contratempo e sem dar mostra de fadiga excessiva, o que poderia significar pouca saúde.

 

Reunidos todos os requisitos, já pode ser solicitado um exame do exemplar por um "Kormeister". Perante todos os documen­tos de garantia de autenticidade das diferentes provas e requisitos, o Juiz comprovará a tatuagem do animal para se assegurar que correspondem ao cão que vai ser apresentado e iniciará então a sua apreciação.

 


Segundo os casos, ele ordenará que os exemplares aspirantes passem ao ringue e fará uma apreciação geral de cada um deles atendendo às pautas rigorosamente fixadas pêlos padrões raciais do Estalão, começando geralmente pelo comportamento do cão na sua presença e na dos seus ajudantes. O cão deverá mostrar-se tranquilo e seguro de si mesmo, sem dar mostras de inquietude nem de agressividade injustificadas. Todo o exemplar que se mostre excessivamente nervoso ou agressivo ficará fora do exame, sendo-lhe negado, por conseguinte, o Certificado.

Em continuação, o Kormeister, com uma pistola de alarme, a uma distância não inferior a quinze passos do exemplar, efectuará um ou mais disparos até se assegurar do comporta­mento do animal e da sua reacção ao ouvir os tiros.

Como na prova anterior, qualquer sinal de temor, insegurança ou outra reacção que denote desequilíbrio ou temperamento não desejado, deixará o aspirante fora do exame. Posto isto o Juiz de Confirmação, mandará colocar o cão em posição "stay" para poder captar uma impressão geral quanto ao aspecto, saúde, força, desenvolvimento, etc.

Seguidamente passará à pesagem e medição do animal para estabelecer a relação das proporções anatómicas (altura da cruz, perímetro torácico, etc.) e do mesmo modo dará atenção à expressão do exemplar, à sua força e vigor, à sua constituição óssea e muscular, à cor, comprimento e textura do pêlo, etc. Comprovará também as mandíbulas e dentição quanto a número, coloração, encaixe, desenvolvi­mento e aspecto.

Pedindo que o cão seja de novo colocado em "stay", iniciará a apreciação das diferentes partes do corpo do animal, fazendo um juízo exaustivo de cada uma delas: cabeça, espáduas, rins, garupa, inserção e porte da cauda, peito, ventre, virilhas, genitais, angulações, aprumos, etc.

Feito isto, mandará que o apresentador faça o cão trotar livremente a fim de poder avaliar a agilidade e liberdade dos ombros, o cerramento dos cotovelos, a amplitude da passa­da, o impulso dos quartos traseiros, a firmeza do dorso assim como a resposta dos ligamentos e articulações ao movimento.

PROVA DE CORAGEM

Uma vez tiradas as suas conclusões, o Kormeister mandará passar à Prova de Coragem, para o que pedirá ao apresentador que se aproxime com o seu cão preso à trela na direcção do esconderijo onde se encontra o figurante ou homem da manga. Depois de andar uns quinze passos, o apresentador soltará o seu cão e percorrerá mais uns trinta passos em direcção ao esconderijo. À ordem do Juiz de Confirmação o figurante "atacará" o cão frontalmente e de improviso, gritando e ameaçando-o ostensivamente, ao que o cão deverá responder com um ataque decidido, mordendo firmemente. Durante o ataque o figurante golpeará duas vezes com uma vara especial o dorso do cão, tentando intimidá-lo. O cão, por seu lado, continuará a luta sobrepondo-se ao castigo e dando mostras de insensibilidade e valor. O Kormeister mandará então parar o figurante dando o ataque como bem neutralizado pelo cão e apreciando a coragem demonstrada.

Quando o figurante ficar imóvel o Kormeister dará indicações ao apresentador que ordene ao seu cão que solte a mordida (que largue) e cumprido isto, o vá buscar. O figurante andará trinta metros em linha recta virando as costas ao cão que permanecerá preso pela coleira. O figurante, depois de ter percorrido esta distância, continuará a afastar-se vinte passos mais, mas agora gesticulando ameaçadoramente. A esta distância o guia mandará o cão atacar. Quando o animal se encontrar a uns trinta passos do figurante, este volta-se bruscamente e atacará frontalmente o cão, gritando e ameaçando-o, mas desta vez não o golpeará. Se o cão morder fortemente e neutralizar o ataque do figurante, este ficará imóvel e o Kormeister dará instrução ao guia para que mande o cão "largar".

Somente os exemplares que mordam bem, mostrando valor e resistência ao castigo, terão a oportunidade de obter o "KORUNG".

O resultado desta Prova está incluído na lista de Provas Específicas do "KORUNG", em conjunto com as demais características anteriormente examinadas (estrutura, linha genética, etc.).

QUALIFICAÇÃO NO "KORUNG"

Por fim o Kormeister, em função dos resultados reflectidos na lista de exame ditará quem é o exemplar merecedor de obter o título "Seleccionado - 1a Classe" (KORUNG de 1ª) ou de 2a ou então não seleccionado ou não apto.

Qual o objectivo? Pois bem, com tudo isto consegue-se selec­cionar os animais que vão ser usados na reprodução, impedindo desta forma que cães com taras, tanto psíquicas como físicas possam introduzi-las na corrente genética com o consequente prejuízo para a raça. Assim, diremos que um exemplar, seja macho ou fêmea, que obtenha a Selecção de 1ª Classe, é um animal recomendado oficialmente para reprodução, já que reúne todos os requisitos favoráveis e não padece de nenhuma anomalia que ponha em dúvida a qualidade da sua futura descendência.

Com este artigo queremos chamar a atenção dos aficionados neófitos que, muitas vezes são presas dos espertos comercian­tes de cães, já que estes, mostrando um pequeno selo que figura no Pedigree dos seus cães, dizem possuir um "exemplar recomendado para reprodução" quando na realidade o que têm é um exemplar "apto para criar". Estas duas terminolo­gias, sendo muito parecidas, de modo algum têm o mesmo significado. Esse selo no Pedigree é aposto por um Juiz Espe­cialista após uma Exposição Especial da Raça ou num acto particular após um exame superficial ao animal e nalguns casos, passando mesmo por alto defeitos tão graves para a reprodução como pêlo comprido e temperamento inseguro. Portanto o que este selo atesta é unicamente que o cão é efectivamente um Pastor Alemão, mas de forma alguma identifica o animal como um exemplar recomendado ou seleccionado para reprodução.

Como vêem, existe uma grande diferença entre este pequeno selo e o autêntico "Certificado de Selecção" ou "KORUNG".

 

 

Artigo traduzido e adaptado da Revista Del Perro

CARLOS REVERTER e JAVIER REDRUELLO